Pular, brincar e sorrir; pensar e ver a alegria como
o obvio da vida, presente em todos os cantos e rostos.
Saber conversar, e assim achar uma beleza oculta
que há dentro de cada ser. A câmera reflex é um
brinquedo de inúmeras possibilidades para
o fotógrafo paulista Adalberto Rodrigues.
Este menino nascido em 1982, transforma, através da
caixinha preta, cenas comuns em pinturas feitas à luz.
Vindo de uma família humilde e crescido num bairro
da grande São Paulo, aprendeu que alegria é a chave
para o caminhar da vida. O talento foi descoberto por acaso;
com o encanto pelo ofício e depois, pelo tempo, como em
seu primeiro trabalho, num laboratório de revelação de películas.
Sempre vivas, as imagens produzidas por Adalberto refletem
sua personalidade, regida pela emoção e felicidade.
Assim, fotos de casamentos, festas e eventos deixam
de ser um mero registro, para alcançar o status de arte.